news:

Sul de Minas

PM terá veículos blindados para combater ataques a bancos em Minas


foto_principal.jpeg
10/09/2018

Governador Fernando Pimentel (PT) anunciou, nesta segunda-feira, que serão adquiridos 20 carros blindados. Eles serão distribuídos para todas regiões de Segurança de Minas

 

Uma nova estratégia para combater as quadrilhas que tiram o sono das cidades do interior de Minas é lançada pelo Governo. As Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp) do estado vão receber veículos blindados para as ações da Polícia Militar (PM) contras as organizações criminosas. A medida foi anunciada nesta segunda-feira pelo Governador Fernando Pimentel (PT). 

 

Segundo o governador, serão adquiridos 20 veículos blindados. “Um projeto importante também é a segurança regional blindada. Nós estamos autorizando e a PMMG vai adquirir 20 veículos de grande porte, blindados, para enfrentar a questão das quadrilhas de explosão de caixas eletrônicos que utilizam armamento muito pesado. Um veículo em cada região de segurança do estado, vai ficar ainda mais eficiente o combate”, explicou Pimentel. 

 

Um veículo já está em uso pela PM em caráter experimental, na cidade de Poços de Caldas, na Região Sul de Minas. “É um teste para adaptação da tecnologia e equipamentos. É um veículo de plataforma de caminhonete com carroceria toda blindada. Estamos chamando o projeto de segurança blindada. Vamos lançar em todo o interior do estado em pontos,obviamente, estratégicos de estradas, cobrindo municípios. Derão veículos destinados a dar a Polícia Militar uma maior capacidade de enfrentamento aos crimes de maior agressividade que tem acontecido no interior”, explicou o coronel Helbert Figueiró, comandante-geral da PMMG. Ele ressaltou que a estratégia será lançada mesmo com queda no número de ocorrências desta natureza.

 

O projeto foi apresentado em reunião do comitê da segurança na manhã desta segunda-feira. De acordo com Figueiró, o governador já autorizou a compra dos veículos. “Inicialmente, nesta primeira fase, serão 20.  Depois mais 20 serão lançadas assim que conseguirmos realizar essa compra, visando essa capacidade, e força de resposta no interior do estado”, disse. Cada veículo, segundo o comandante, tem custo entre R$ 340 mil e R$ 350 mil. Os primeiros 20 carros vão custar cerca de  R$ 7 milhões. Dados divulgados pela PM mostram que os ataques a bancos vêm caindo em Minas Gerais. De acordo com a corporação, de janeiro a agosto, foram 66 ocorrências. No mesmo período do ano passado foram 133 casos, e em 2016, 172 registros. Em 2018, foram presas 42 pessoas envolvidas no crime. O número é maior do que em 2017, quando foram 25 presos, e que 2016, quando 14 foram detidos. 

 

Mesmo com redução, os ataques a bancos no interior de Minas Gerais vêm assustando os moradores e provocando prejuízos. Na madrugada deste domingo, um grupo fortemente armado atacou uma agência em Careaçu, na Região Sul de Minas Gerais. Ao menos 10 pessoas participaram da ação. Os criminosos chegaram na cidade e atiraram várias vezes antes de explodirem os caixas eletrônicos. 

 

Na fuga, trocaram tiros com a polícia. Buscas são feitas na cidade para tentar encontrar a quadrilha. Até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito foi localizado. Cápsulas de grosso calibre foram encontradas próximos da agência. A Polícia Civil já iniciou as investigações para chegar até os criminosos.

Governador Fernando Pimentel (PT) anunciou, nesta segunda-feira, que serão adquiridos 20 carros blindados. Eles serão distribuídos para todas regiões de Segurança de Minas


 


Uma nova estratégia para combater as quadrilhas que tiram o sono das cidades do interior de Minas é lançada pelo Governo. As Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp) do estado vão receber veículos blindados para as ações da Polícia Militar (PM) contras as organizações criminosas. A medida foi anunciada nesta segunda-feira pelo Governador Fernando Pimentel (PT). 


 


Segundo o governador, serão adquiridos 20 veículos blindados. “Um projeto importante também é a segurança regional blindada. Nós estamos autorizando e a PMMG vai adquirir 20 veículos de grande porte, blindados, para enfrentar a questão das quadrilhas de explosão de caixas eletrônicos que utilizam armamento muito pesado. Um veículo em cada região de segurança do estado, vai ficar ainda mais eficiente o combate”, explicou Pimentel. 


 


PATROCINADORES

Um veículo já está em uso pela PM em caráter experimental, na cidade de Poços de Caldas, na Região Sul de Minas. “É um teste para adaptação da tecnologia e equipamentos. É um veículo de plataforma de caminhonete com carroceria toda blindada. Estamos chamando o projeto de segurança blindada. Vamos lançar em todo o interior do estado em pontos,obviamente, estratégicos de estradas, cobrindo municípios. Derão veículos destinados a dar a Polícia Militar uma maior capacidade de enfrentamento aos crimes de maior agressividade que tem acontecido no interior”, explicou o coronel Helbert Figueiró, comandante-geral da PMMG. Ele ressaltou que a estratégia será lançada mesmo com queda no número de ocorrências desta natureza.


 


O projeto foi apresentado em reunião do comitê da segurança na manhã desta segunda-feira. De acordo com Figueiró, o governador já autorizou a compra dos veículos. “Inicialmente, nesta primeira fase, serão 20.  Depois mais 20 serão lançadas assim que conseguirmos realizar essa compra, visando essa capacidade, e força de resposta no interior do estado”, disse. Cada veículo, segundo o comandante, tem custo entre R$ 340 mil e R$ 350 mil. Os primeiros 20 carros vão custar cerca de  R$ 7 milhões. Dados divulgados pela PM mostram que os ataques a bancos vêm caindo em Minas Gerais. De acordo com a corporação, de janeiro a agosto, foram 66 ocorrências. No mesmo período do ano passado foram 133 casos, e em 2016, 172 registros. Em 2018, foram presas 42 pessoas envolvidas no crime. O número é maior do que em 2017, quando foram 25 presos, e que 2016, quando 14 foram detidos. 


 


Mesmo com redução, os ataques a bancos no interior de Minas Gerais vêm assustando os moradores e provocando prejuízos. Na madrugada deste domingo, um grupo fortemente armado atacou uma agência em Careaçu, na Região Sul de Minas Gerais. Ao menos 10 pessoas participaram da ação. Os criminosos chegaram na cidade e atiraram várias vezes antes de explodirem os caixas eletrônicos. 


 


Na fuga, trocaram tiros com a polícia. Buscas são feitas na cidade para tentar encontrar a quadrilha. Até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito foi localizado. Cápsulas de grosso calibre foram encontradas próximos da agência. A Polícia Civil já iniciou as investigações para chegar até os criminosos.


Governador Fernando Pimentel (PT) anunciou, nesta segunda-feira, que serão adquiridos 20 carros blindados. Eles serão distribuídos para todas regiões de Segurança de Minas



Uma nova estratégia para combater as quadrilhas que tiram o sono das cidades do interior de Minas é lançada pelo Governo. As Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp) do estado vão receber veículos blindados para as ações da Polícia Militar (PM) contras as organizações criminosas. A medida foi anunciada nesta segunda-feira pelo Governador Fernando Pimentel (PT). 



Segundo o governador, serão adquiridos 20 veículos blindados. “Um projeto importante também é a segurança regional blindada. Nós estamos autorizando e a PMMG vai adquirir 20 veículos de grande porte, blindados, para enfrentar a questão das quadrilhas de explosão de caixas eletrônicos que utilizam armamento muito pesado. Um veículo em cada região de segurança do estado, vai ficar ainda mais eficiente o combate”, explicou Pimentel. 



PATROCINADORES

Um veículo já está em uso pela PM em caráter experimental, na cidade de Poços de Caldas, na Região Sul de Minas. “É um teste para adaptação da tecnologia e equipamentos. É um veículo de plataforma de caminhonete com carroceria toda blindada. Estamos chamando o projeto de segurança blindada. Vamos lançar em todo o interior do estado em pontos,obviamente, estratégicos de estradas, cobrindo municípios. Derão veículos destinados a dar a Polícia Militar uma maior capacidade de enfrentamento aos crimes de maior agressividade que tem acontecido no interior”, explicou o coronel Helbert Figueiró, comandante-geral da PMMG. Ele ressaltou que a estratégia será lançada mesmo com queda no número de ocorrências desta natureza.



O projeto foi apresentado em reunião do comitê da segurança na manhã desta segunda-feira. De acordo com Figueiró, o governador já autorizou a compra dos veículos. “Inicialmente, nesta primeira fase, serão 20.  Depois mais 20 serão lançadas assim que conseguirmos realizar essa compra, visando essa capacidade, e força de resposta no interior do estado”, disse. Cada veículo, segundo o comandante, tem custo entre R$ 340 mil e R$ 350 mil. Os primeiros 20 carros vão custar cerca de  R$ 7 milhões. Dados divulgados pela PM mostram que os ataques a bancos vêm caindo em Minas Gerais. De acordo com a corporação, de janeiro a agosto, foram 66 ocorrências. No mesmo período do ano passado foram 133 casos, e em 2016, 172 registros. Em 2018, foram presas 42 pessoas envolvidas no crime. O número é maior do que em 2017, quando foram 25 presos, e que 2016, quando 14 foram detidos. 



Mesmo com redução, os ataques a bancos no interior de Minas Gerais vêm assustando os moradores e provocando prejuízos. Na madrugada deste domingo, um grupo fortemente armado atacou uma agência em Careaçu, na Região Sul de Minas Gerais. Ao menos 10 pessoas participaram da ação. Os criminosos chegaram na cidade e atiraram várias vezes antes de explodirem os caixas eletrônicos. 



Na fuga, trocaram tiros com a polícia. Buscas são feitas na cidade para tentar encontrar a quadrilha. Até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito foi localizado. Cápsulas de grosso calibre foram encontradas próximos da agência. A Polícia Civil já iniciou as investigações para chegar até os criminosos.



Veja Também