news:

Ciência & Tecnologia

Facebook registra patente que liga microfone do celular para te gravar


foto_principal.jpg
08/07/2018

O Facebook garante que não usa o microfone do seu celular para ouvir suas conversas e direcionar anúncios. No entanto, isso não significa que ele não tem interesse em descobrir o que você fala para outras pessoas.

 

Uma patente registrada pela empresa descreve um processo capaz de fazer o smartphone gravar alguns sons que estão ao seu redor. A solução se baseia em um sinal sonoro que seria emitido em anúncios de televisão, por exemplo.

 

Esse sinal é inaudível para seres humanos, mas pode ser captado pelo celular. Ao identificá-lo, o aparelho começaria a gravar sua conversa e os sons emitidos no local em que você está. O material serviria para analisar como você reagiu a um anúncio e poderia ser usado pelo Facebook. Poderia.

 

A empresa diz que não pretende implementar a solução descrita na patente. Procurado pelo Mashable, o vice-presidente e conselheiro do Facebook, Allen Lo, disse que o objetivo é apenas impedir a má conduta de outras empresas.

 

“É uma prática comum registrar patentes para prevenir agressões de outras companhias”, disse. “Por esse motivo, patentes tendem a se concentrar em tecnologias de futuro que geralmente são de natureza especulativa e podem ser comercializadas por outras empresas”.

 

Para tranquilizar a todos, o executivo prometeu que que a solução não será utilizada. “A tecnologia desta patente não foi e nunca será incluída em nenhum de nossos produtos”. Veremos...

O Facebook garante que não usa o microfone do seu celular para ouvir suas conversas e direcionar anúncios. No entanto, isso não significa que ele não tem interesse em descobrir o que você fala para outras pessoas.


 


Uma patente registrada pela empresa descreve um processo capaz de fazer o smartphone gravar alguns sons que estão ao seu redor. A solução se baseia em um sinal sonoro que seria emitido em anúncios de televisão, por exemplo.


 


Esse sinal é inaudível para seres humanos, mas pode ser captado pelo celular. Ao identificá-lo, o aparelho começaria a gravar sua conversa e os sons emitidos no local em que você está. O material serviria para analisar como você reagiu a um anúncio e poderia ser usado pelo Facebook. Poderia.


PATROCINADORES

 


A empresa diz que não pretende implementar a solução descrita na patente. Procurado pelo Mashable, o vice-presidente e conselheiro do Facebook, Allen Lo, disse que o objetivo é apenas impedir a má conduta de outras empresas.


 


“É uma prática comum registrar patentes para prevenir agressões de outras companhias”, disse. “Por esse motivo, patentes tendem a se concentrar em tecnologias de futuro que geralmente são de natureza especulativa e podem ser comercializadas por outras empresas”.


 


Para tranquilizar a todos, o executivo prometeu que que a solução não será utilizada. “A tecnologia desta patente não foi e nunca será incluída em nenhum de nossos produtos”. Veremos...


O Facebook garante que não usa o microfone do seu celular para ouvir suas conversas e direcionar anúncios. No entanto, isso não significa que ele não tem interesse em descobrir o que você fala para outras pessoas.



Uma patente registrada pela empresa descreve um processo capaz de fazer o smartphone gravar alguns sons que estão ao seu redor. A solução se baseia em um sinal sonoro que seria emitido em anúncios de televisão, por exemplo.



Esse sinal é inaudível para seres humanos, mas pode ser captado pelo celular. Ao identificá-lo, o aparelho começaria a gravar sua conversa e os sons emitidos no local em que você está. O material serviria para analisar como você reagiu a um anúncio e poderia ser usado pelo Facebook. Poderia.



PATROCINADORES

A empresa diz que não pretende implementar a solução descrita na patente. Procurado pelo Mashable, o vice-presidente e conselheiro do Facebook, Allen Lo, disse que o objetivo é apenas impedir a má conduta de outras empresas.



“É uma prática comum registrar patentes para prevenir agressões de outras companhias”, disse. “Por esse motivo, patentes tendem a se concentrar em tecnologias de futuro que geralmente são de natureza especulativa e podem ser comercializadas por outras empresas”.



Para tranquilizar a todos, o executivo prometeu que que a solução não será utilizada. “A tecnologia desta patente não foi e nunca será incluída em nenhum de nossos produtos”. Veremos...



Veja Também