news:

Entretenimento e Curiosidade

Tá difícil pra você? Mulher recebe conta de luz de R$ 940 bilhões


foto_principal.jpg
12/01/2018

Com a modesta quantia de US$ 284 bilhões (cerca de R$ 940 bilhões), é possível realizar seus sonhos e os de muita gente que você conhece. Esse valor estrondoso estampou a conta de luz da americana Mary Horomanski, moradora da cidade de Erie, na Pensilvânia.

 

Em entrevista ao The Washington Post, ela diz que abriu a conta como se fosse qualquer outra e que começou a contar as vírgulas, indo do mil ao bilhão, tirando e colocando os óculos repetidamente. “A data de vencimento é em 2018. Eu acho que nós temos um ano para conseguir pagar essa conta bilionária”, brinca.

 

“Quando você vê uma coisa dessas, seu coração começa a bater, você sua um pouco e pensa ‘o que diabos aconteceu?’”, relata Mary, que estava acompanhada do marido e de um dos filhos quando abriu a carta. Em um momento de dúvida, ela questionou se as decorações de sua casa e a árvore de Natal seriam suficientes para gerar uma conta tão cara assim. Então, Mary enviou uma foto da tarifa para seu filho mais velho, que contatou a companhia elétrica local.

 

Rapidamente, a empresa respondeu dizendo que havia tido um erro no processamento. A nova conta, de US$ 284, ainda veio acima do valor do mês anterior, de US$ 161, mas pelo menor não era tão cara ao ponto de poder causar um ataque cardíaco.

 

Em comunicado, um porta-voz da companhia disse: “Não consigo me lembrar de uma conta de bilhões de dólares” e que “apreciamos a disposição do cliente para nos contatar sobre o erro”. Depois de a situação ter sido esclarecida, Horomanski ainda brincou. “Já imaginou se eu tivesse débito automático e o dinheiro simplesmente saísse da conta?”

Com a modesta quantia de US$ 284 bilhões (cerca de R$ 940 bilhões), é possível realizar seus sonhos e os de muita gente que você conhece. Esse valor estrondoso estampou a conta de luz da americana Mary Horomanski, moradora da cidade de Erie, na Pensilvânia.


 


Em entrevista ao The Washington Post, ela diz que abriu a conta como se fosse qualquer outra e que começou a contar as vírgulas, indo do mil ao bilhão, tirando e colocando os óculos repetidamente. “A data de vencimento é em 2018. Eu acho que nós temos um ano para conseguir pagar essa conta bilionária”, brinca.


 


PATROCINADORES

“Quando você vê uma coisa dessas, seu coração começa a bater, você sua um pouco e pensa ‘o que diabos aconteceu?’”, relata Mary, que estava acompanhada do marido e de um dos filhos quando abriu a carta. Em um momento de dúvida, ela questionou se as decorações de sua casa e a árvore de Natal seriam suficientes para gerar uma conta tão cara assim. Então, Mary enviou uma foto da tarifa para seu filho mais velho, que contatou a companhia elétrica local.


 


Rapidamente, a empresa respondeu dizendo que havia tido um erro no processamento. A nova conta, de US$ 284, ainda veio acima do valor do mês anterior, de US$ 161, mas pelo menor não era tão cara ao ponto de poder causar um ataque cardíaco.


 


Em comunicado, um porta-voz da companhia disse: “Não consigo me lembrar de uma conta de bilhões de dólares” e que “apreciamos a disposição do cliente para nos contatar sobre o erro”. Depois de a situação ter sido esclarecida, Horomanski ainda brincou. “Já imaginou se eu tivesse débito automático e o dinheiro simplesmente saísse da conta?”


Com a modesta quantia de US$ 284 bilhões (cerca de R$ 940 bilhões), é possível realizar seus sonhos e os de muita gente que você conhece. Esse valor estrondoso estampou a conta de luz da americana Mary Horomanski, moradora da cidade de Erie, na Pensilvânia.



Em entrevista ao The Washington Post, ela diz que abriu a conta como se fosse qualquer outra e que começou a contar as vírgulas, indo do mil ao bilhão, tirando e colocando os óculos repetidamente. “A data de vencimento é em 2018. Eu acho que nós temos um ano para conseguir pagar essa conta bilionária”, brinca.



“Quando você vê uma coisa dessas, seu coração começa a bater, você sua um pouco e pensa ‘o que diabos aconteceu?’”, relata Mary, que estava acompanhada do marido e de um dos filhos quando abriu a carta. Em um momento de dúvida, ela questionou se as decorações de sua casa e a árvore de Natal seriam suficientes para gerar uma conta tão cara assim. Então, Mary enviou uma foto da tarifa para seu filho mais velho, que contatou a companhia elétrica local.



PATROCINADORES

Rapidamente, a empresa respondeu dizendo que havia tido um erro no processamento. A nova conta, de US$ 284, ainda veio acima do valor do mês anterior, de US$ 161, mas pelo menor não era tão cara ao ponto de poder causar um ataque cardíaco.



Em comunicado, um porta-voz da companhia disse: “Não consigo me lembrar de uma conta de bilhões de dólares” e que “apreciamos a disposição do cliente para nos contatar sobre o erro”. Depois de a situação ter sido esclarecida, Horomanski ainda brincou. “Já imaginou se eu tivesse débito automático e o dinheiro simplesmente saísse da conta?”



Veja Também