Bem Estar
Nozes e castanhas protegem o coração contra doenças, diz estudo

15/11/2017

Um estudo de Harvard mostrou que o consumo de nozes, castanhas, avelã e amendoim, reduz o risco de doenças cardíacas em até 23%.

 

Segundo um novo estudo publicado no periódico científico Journal of the American College of Cardiology, comer um punhado de nozes, castanhas, avelãs e amendoins duas ou mais vezes por semana pode reduzir o risco de doenças cardíacas. Os resultados da pesquisa, realizada pela Universidade Harvard, nos Estados Unidos, mostraram que o risco de uma pessoa que consome as oleaginosas desenvolver doenças cardiovasculares é 15% menor, enquanto a doença arterial coronariana é reduzida em 23%.

 

 

O estudo

 

Os pesquisadores acompanharam cerca de 210.000 pessoas, durante um período de 32 anos, reunindo informações sobre histórico de saúde, estilo de vida, alimentação e doenças com base em questionários feitos a cada dois anos. A partir dos dados médicos, eles identificaram 14.136 casos de doenças cardiovasculares, assim como 8.390 casos de doença arterial coronariana e 5.910 casos de acidente vascular cerebral (AVC), alguns deles fatais.

 

“Nossas descobertas reforçam as recomendações de alimentação saudável que sugerem uma maior ingestão de variedades de nozes e castanhas a fim de reduzir o risco de doenças crônicas“, disse Marta Guasch-Ferre, nutricionista da Universidade Harvard e principal autora do estudo, ao jornal britânico The Telegraph.

 

 

Castanhas e nozes

 

Diferentes tipos de nozes e castanhas, entre eles amêndoas, avelãs, castanha-de-caju, castanha-do-pará, pistache, noz-pecã e amendoim, são considerados superalimentos devido aos altos teores de antioxidantes, proteínas, minerais e fibras.

 

De acordo com Emilio Ros, nutricionista e endocrinologista do Hospital Clínico da Universidade de Barcelona, o novo estudo é consiste no que diz respeito ao efeito protetor das oleaginosas.

 

“Mais testes precisam ser feitos para determinar os efeitos do consumo em longo prazo. No entanto, as oleaginosas cruas, sem serem descascadas e processadas, podem servir como ‘cápsulas naturais’ que podem ser facilmente incorporadas em qualquer dieta para promover a saúde cardiovascular e o envelhecimento saudável.”

 

 

Alimentação saudável

 

“Comer nozes cruas regularmente realmente pode representar um menor risco de desenvolver doenças cardíacas“, disse Jeremy Pearson, da Associação Britânica do Coração. “No entanto, pode haver muitas razões para isso, incluindo a possibilidade de que as pessoas que costumam comê-las são mais propensas a seguirem dietas saudáveis em geral.”

 

“Além disso, o estudo centrou-se na ingestão de nozes cruas não-processadas, que são muito diferentes das nozes torradas e salgadas, que muitas acompanham grandes quantidades de sal ou açúcar. É importante que as pessoas saibam distingui-las e ao planejar uma alimentação saudável.”

 

 

Doenças cardiovasculares

 

Doenças cardiovasculares são um conjunto de condições que afetam a saúde do coração, como o derrame cerebral (AVC) e o infarto, que envolvem a redução ou a interrupção da circulação do sangue para o cérebro e o coração devido ao bloqueio ou estreitamento das artérias.

 

A doença arterial coronariana ocorre quando depósitos de gordura nas artérias tornam as paredes das artérias duras e mais grossas, dificultando a circulação, o que pode levar ao infarto.

Fonte: VEJA
Veja Também