news:

Entretenimento e Curiosidade

Duplo twist carpado de ‘O Outro Lado’ deixa espectador zonzo


foto_principal.jpg
17/03/2018

Novela deve ser recorde em viradas. Só no capítulo em que Renato assumiu ser o vilão da trama, português revelou amar a anã e Melissa decidiu cair na vida.

 

Quem se queixava de que a telenovela brasileira, ao contrário das séries americanas, era uma obra morosa, em que nada acontecia, deve estar eufórico com a velocidade dos acontecimentos no universo paralelo de O Outro Lado do Paraíso. Nunca antes na história desse país, pode-se arriscar dizer, mas naturalmente a afirmação carece de comprovação, se viu um folhetim com tantas viradas.

 

Só no capítulo desta quinta-feira, em que o médico Renato (Rafael Cardoso) assumiu, naquela linha walcyr-carrasquiana do vilão-do-Scooby-Doo, ser o grande vilão da novela das 9 da Globo, o português Amaro (Pedro Carvalho) admitiu estar apaixonado pela ex que abandonou por ser anã, Estela (Juliana Caldas), e Melissa (Gabriela Mustafá), inconformada com a inação do ex-marido, Diego (Arthur Aguiar), decidiu trabalhar no bordel de Caetana.

 

Confrontado com informações que a mocinha Clara (Bianca Bin) conseguiu reunir minutos antes de subir ao altar com ele, Renato se viu sem saída. OK, ele já não podia negar nada. Mas podia apenas assumir as acusações que Clara havia acabado de fazer. Em vez disso, ele preferiu se mostrar ainda pior diante da agora grande rival: disse que agia em conluio com a maléfica Sophia (Marieta Severo) e que planejava, depois de desposar a moçoila, apagá-la.

 

Aliás, aqui há uma nota curiosa: um furo remendado que é outra característica walcyr-carrasquiana. Todo mundo sabia que Renato era o vilão da história, menos a grande vidente da trama, Mercedes (Fernanda Montenegro).

 

Depois, vemos Amaro conversar com Melissa, um papo reto, retíssimo. “Sei que ficamos juntos algumas vezes, mas não temos nada, e eu amo outra pessoa, ó pá”, disse, em outras palavras, mandando a garota embora da sua vida. E Melissa foi, mesmo. Na verdade, já estava decidida a ir. Indignada por ter se casado com um sujeito que a tratava como uma imagem sacra, e que se recusava a tocá-la, e mais ainda por descobrir que o tal sujeito engravidou uma quenga, Melissa decide procurar emprego na mesma zona de onde saiu a tal moça, agora elevada a nora da madame Nádia (Eliane Giardini).

 

A mãe de Diego, por sinal, acaba de descobrir que o marido, o juiz Gustavo (Luis Mello) era sócio do tal bordel e a traía com Leandra (Mayana Neiva). Face a isso, agarrou o funcionário bonitão de seu salão de beleza, Felipe Titto. Este foi um novo capítulo na vingança de Clara, que tirou do armário o psiquiatra que a diagnosticou com esquizofrenia, prendeu o ex-marido que a violentou e desmascarou o delegado pedófilo que ajudou a colocá-la num hospício.

 

 

É tanto duplo twist carpado que até Daiane dos Santos ficaria zonza.

Novela deve ser recorde em viradas. Só no capítulo em que Renato assumiu ser o vilão da trama, português revelou amar a anã e Melissa decidiu cair na vida.


 


Quem se queixava de que a telenovela brasileira, ao contrário das séries americanas, era uma obra morosa, em que nada acontecia, deve estar eufórico com a velocidade dos acontecimentos no universo paralelo de O Outro Lado do Paraíso. Nunca antes na história desse país, pode-se arriscar dizer, mas naturalmente a afirmação carece de comprovação, se viu um folhetim com tantas viradas.


 


Só no capítulo desta quinta-feira, em que o médico Renato (Rafael Cardoso) assumiu, naquela linha walcyr-carrasquiana do vilão-do-Scooby-Doo, ser o grande vilão da novela das 9 da Globo, o português Amaro (Pedro Carvalho) admitiu estar apaixonado pela ex que abandonou por ser anã, Estela (Juliana Caldas), e Melissa (Gabriela Mustafá), inconformada com a inação do ex-marido, Diego (Arthur Aguiar), decidiu trabalhar no bordel de Caetana.


 


Confrontado com informações que a mocinha Clara (Bianca Bin) conseguiu reunir minutos antes de subir ao altar com ele, Renato se viu sem saída. OK, ele já não podia negar nada. Mas podia apenas assumir as acusações que Clara havia acabado de fazer. Em vez disso, ele preferiu se mostrar ainda pior diante da agora grande rival: disse que agia em conluio com a maléfica Sophia (Marieta Severo) e que planejava, depois de desposar a moçoila, apagá-la.


 


PATROCINADORES

Aliás, aqui há uma nota curiosa: um furo remendado que é outra característica walcyr-carrasquiana. Todo mundo sabia que Renato era o vilão da história, menos a grande vidente da trama, Mercedes (Fernanda Montenegro).


 


Depois, vemos Amaro conversar com Melissa, um papo reto, retíssimo. “Sei que ficamos juntos algumas vezes, mas não temos nada, e eu amo outra pessoa, ó pá”, disse, em outras palavras, mandando a garota embora da sua vida. E Melissa foi, mesmo. Na verdade, já estava decidida a ir. Indignada por ter se casado com um sujeito que a tratava como uma imagem sacra, e que se recusava a tocá-la, e mais ainda por descobrir que o tal sujeito engravidou uma quenga, Melissa decide procurar emprego na mesma zona de onde saiu a tal moça, agora elevada a nora da madame Nádia (Eliane Giardini).


 


A mãe de Diego, por sinal, acaba de descobrir que o marido, o juiz Gustavo (Luis Mello) era sócio do tal bordel e a traía com Leandra (Mayana Neiva). Face a isso, agarrou o funcionário bonitão de seu salão de beleza, Felipe Titto. Este foi um novo capítulo na vingança de Clara, que tirou do armário o psiquiatra que a diagnosticou com esquizofrenia, prendeu o ex-marido que a violentou e desmascarou o delegado pedófilo que ajudou a colocá-la num hospício.


 


 



É tanto duplo twist carpado que até Daiane dos Santos ficaria zonza.


Novela deve ser recorde em viradas. Só no capítulo em que Renato assumiu ser o vilão da trama, português revelou amar a anã e Melissa decidiu cair na vida.



Quem se queixava de que a telenovela brasileira, ao contrário das séries americanas, era uma obra morosa, em que nada acontecia, deve estar eufórico com a velocidade dos acontecimentos no universo paralelo de O Outro Lado do Paraíso. Nunca antes na história desse país, pode-se arriscar dizer, mas naturalmente a afirmação carece de comprovação, se viu um folhetim com tantas viradas.



Só no capítulo desta quinta-feira, em que o médico Renato (Rafael Cardoso) assumiu, naquela linha walcyr-carrasquiana do vilão-do-Scooby-Doo, ser o grande vilão da novela das 9 da Globo, o português Amaro (Pedro Carvalho) admitiu estar apaixonado pela ex que abandonou por ser anã, Estela (Juliana Caldas), e Melissa (Gabriela Mustafá), inconformada com a inação do ex-marido, Diego (Arthur Aguiar), decidiu trabalhar no bordel de Caetana.



PATROCINADORES

Confrontado com informações que a mocinha Clara (Bianca Bin) conseguiu reunir minutos antes de subir ao altar com ele, Renato se viu sem saída. OK, ele já não podia negar nada. Mas podia apenas assumir as acusações que Clara havia acabado de fazer. Em vez disso, ele preferiu se mostrar ainda pior diante da agora grande rival: disse que agia em conluio com a maléfica Sophia (Marieta Severo) e que planejava, depois de desposar a moçoila, apagá-la.



Aliás, aqui há uma nota curiosa: um furo remendado que é outra característica walcyr-carrasquiana. Todo mundo sabia que Renato era o vilão da história, menos a grande vidente da trama, Mercedes (Fernanda Montenegro).



PATROCINADORES

Depois, vemos Amaro conversar com Melissa, um papo reto, retíssimo. “Sei que ficamos juntos algumas vezes, mas não temos nada, e eu amo outra pessoa, ó pá”, disse, em outras palavras, mandando a garota embora da sua vida. E Melissa foi, mesmo. Na verdade, já estava decidida a ir. Indignada por ter se casado com um sujeito que a tratava como uma imagem sacra, e que se recusava a tocá-la, e mais ainda por descobrir que o tal sujeito engravidou uma quenga, Melissa decide procurar emprego na mesma zona de onde saiu a tal moça, agora elevada a nora da madame Nádia (Eliane Giardini).



A mãe de Diego, por sinal, acaba de descobrir que o marido, o juiz Gustavo (Luis Mello) era sócio do tal bordel e a traía com Leandra (Mayana Neiva). Face a isso, agarrou o funcionário bonitão de seu salão de beleza, Felipe Titto. Este foi um novo capítulo na vingança de Clara, que tirou do armário o psiquiatra que a diagnosticou com esquizofrenia, prendeu o ex-marido que a violentou e desmascarou o delegado pedófilo que ajudou a colocá-la num hospício.





É tanto duplo twist carpado que até Daiane dos Santos ficaria zonza.



Veja Também