news:

Entretenimento e Curiosidade

Atriz de novelas da Globo revela esclerose múltipla


870969159.jpg
05/02/2018

Conhecida pelo trabalho em tramas como 'Caminho das Índias', Ana Beatriz Nogueira contou que sofre há nove anos da forma branda da doença.

 

“Achei que era o fim.” Assim a atriz Ana Beatriz Nogueira, rosto conhecidíssimo do público em novelas da Globo, recebeu a confirmação de que sofria de uma doença que manteve em segredo até agora: a esclerose múltipla. A revelação foi feita à colunista Patricia Kogut, do jornal carioca O Globo, neste domingo.

 

Ana Beatriz conta que sentiu os primeiros sintomas da doença em janeiro de 2009, quando gravava a novela Caminho das Índias, de Glória Perez. Enquanto assistia a um filme de madrugada, em sua residência, ela sentiu a visão de repente se duplicar. “Achei que a legenda da televisão estava ruim”, relembrou a atriz, que no dia seguinte procurou um médico que a tranquilizou, informando que tudo não passaria de efeito colateral de um remédio para dormir. Somente vários meses e surtos depois ela teve a confirmação do diagnóstico.

 

Ana Beatriz desenvolveu a forma branda da doença degenerativa. “A médica me disse: ‘Você tem esclerose múltipla, uma doença autoimune que não tem cura e pode ser incapacitante. Mas a sua é na forma branda, o prognóstico é muito bom e você pode controlar isso e morrer de tijolada'”, declarou. Artistas próximos dela – como Patricia Pillar, Zélia Duncan e Malu Mader – desdobram-se hoje na tarefa de aplicar a injeção de imunomodulador que inibe os surtos da esclerose. “O segredo é pesado. A gente vai digerindo, entendendo e resolvendo os fantasminhas”, declarou à colunista.

Conhecida pelo trabalho em tramas como 'Caminho das Índias', Ana Beatriz Nogueira contou que sofre há nove anos da forma branda da doença.


 


“Achei que era o fim.” Assim a atriz Ana Beatriz Nogueira, rosto conhecidíssimo do público em novelas da Globo, recebeu a confirmação de que sofria de uma doença que manteve em segredo até agora: a esclerose múltipla. A revelação foi feita à colunista Patricia Kogut, do jornal carioca O Globo, neste domingo.


PATROCINADORES

 


Ana Beatriz conta que sentiu os primeiros sintomas da doença em janeiro de 2009, quando gravava a novela Caminho das Índias, de Glória Perez. Enquanto assistia a um filme de madrugada, em sua residência, ela sentiu a visão de repente se duplicar. “Achei que a legenda da televisão estava ruim”, relembrou a atriz, que no dia seguinte procurou um médico que a tranquilizou, informando que tudo não passaria de efeito colateral de um remédio para dormir. Somente vários meses e surtos depois ela teve a confirmação do diagnóstico.


 


Ana Beatriz desenvolveu a forma branda da doença degenerativa. “A médica me disse: ‘Você tem esclerose múltipla, uma doença autoimune que não tem cura e pode ser incapacitante. Mas a sua é na forma branda, o prognóstico é muito bom e você pode controlar isso e morrer de tijolada'”, declarou. Artistas próximos dela – como Patricia Pillar, Zélia Duncan e Malu Mader – desdobram-se hoje na tarefa de aplicar a injeção de imunomodulador que inibe os surtos da esclerose. “O segredo é pesado. A gente vai digerindo, entendendo e resolvendo os fantasminhas”, declarou à colunista.


Conhecida pelo trabalho em tramas como 'Caminho das Índias', Ana Beatriz Nogueira contou que sofre há nove anos da forma branda da doença.



“Achei que era o fim.” Assim a atriz Ana Beatriz Nogueira, rosto conhecidíssimo do público em novelas da Globo, recebeu a confirmação de que sofria de uma doença que manteve em segredo até agora: a esclerose múltipla. A revelação foi feita à colunista Patricia Kogut, do jornal carioca O Globo, neste domingo.



Ana Beatriz conta que sentiu os primeiros sintomas da doença em janeiro de 2009, quando gravava a novela Caminho das Índias, de Glória Perez. Enquanto assistia a um filme de madrugada, em sua residência, ela sentiu a visão de repente se duplicar. “Achei que a legenda da televisão estava ruim”, relembrou a atriz, que no dia seguinte procurou um médico que a tranquilizou, informando que tudo não passaria de efeito colateral de um remédio para dormir. Somente vários meses e surtos depois ela teve a confirmação do diagnóstico.



PATROCINADORES

Ana Beatriz desenvolveu a forma branda da doença degenerativa. “A médica me disse: ‘Você tem esclerose múltipla, uma doença autoimune que não tem cura e pode ser incapacitante. Mas a sua é na forma branda, o prognóstico é muito bom e você pode controlar isso e morrer de tijolada'”, declarou. Artistas próximos dela – como Patricia Pillar, Zélia Duncan e Malu Mader – desdobram-se hoje na tarefa de aplicar a injeção de imunomodulador que inibe os surtos da esclerose. “O segredo é pesado. A gente vai digerindo, entendendo e resolvendo os fantasminhas”, declarou à colunista.



Veja Também