news:

Sul de Minas

Motoristas abastecem R$ 0,50 em protesto ao preço da gasolina em MG


foto_principal.jpg
13/01/2018

Matéria extraída do G1

 

Eles saíram pela cidade e passaram pelos postos para fazer o protesto.

 

Motoristas e motociclistas fizeram um protesto no início da noite desta sexta-feira (12) em Lavras contra o alto preço da gasolina. Os manifestantes se concentraram na Praça da Estação. De lá, eles saíram pelo Centro da cidade e fizeram paradas nos principais postos de combustíveis. No protesto, as pessoas foram aos postos para abastecer apenas R$ 0,50 e ainda pediram nota fiscal.

 

Ao abastecer esse valor e pedir a nota, o posto de combustíveis fica no prejuízo, já que o valor não cobre os custos para emissão da nota fiscal. No entanto, segundo a Secretaria Estadual da Fazenda, o posto não é obrigado a dar a nota fiscal.

 

Em Minas Gerais, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o preço médio da gasolina é de R$ 4,40. Já no Sul de Minas, o preço médio é de R$ 4,36, podendo chegar até a quase R$ 5 em algumas cidades.

 

Em comparação com julho do ano passado, quando a nova política de preços da Petrobrás entrou em vigor, o preço da gasolina teve reajuste de mais de 20% em Minas Gerais. Em Lavras, até o dia 6 de janeiro, a média de preços da gasolina era de R$ 4,37.

Eles saíram pela cidade e passaram pelos postos para fazer o protesto.


 


Motoristas e motociclistas fizeram um protesto no início da noite desta sexta-feira (12) em Lavras contra o alto preço da gasolina. Os manifestantes se concentraram na Praça da Estação. De lá, eles saíram pelo Centro da cidade e fizeram paradas nos principais postos de combustíveis. No protesto, as pessoas foram aos postos para abastecer apenas R$ 0,50 e ainda pediram nota fiscal.


 


Ao abastecer esse valor e pedir a nota, o posto de combustíveis fica no prejuízo, já que o valor não cobre os custos para emissão da nota fiscal. No entanto, segundo a Secretaria Estadual da Fazenda, o posto não é obrigado a dar a nota fiscal.


PATROCINADORES

 


Em Minas Gerais, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o preço médio da gasolina é de R$ 4,40. Já no Sul de Minas, o preço médio é de R$ 4,36, podendo chegar até a quase R$ 5 em algumas cidades.


 


Em comparação com julho do ano passado, quando a nova política de preços da Petrobrás entrou em vigor, o preço da gasolina teve reajuste de mais de 20% em Minas Gerais. Em Lavras, até o dia 6 de janeiro, a média de preços da gasolina era de R$ 4,37.



Eles saíram pela cidade e passaram pelos postos para fazer o protesto.


 


Motoristas e motociclistas fizeram um protesto no início da noite desta sexta-feira (12) em Lavras contra o alto preço da gasolina. Os manifestantes se concentraram na Praça da Estação. De lá, eles saíram pelo Centro da cidade e fizeram paradas nos principais postos de combustíveis. No protesto, as pessoas foram aos postos para abastecer apenas R$ 0,50 e ainda pediram nota fiscal.


PATROCINADORES

 


Ao abastecer esse valor e pedir a nota, o posto de combustíveis fica no prejuízo, já que o valor não cobre os custos para emissão da nota fiscal. No entanto, segundo a Secretaria Estadual da Fazenda, o posto não é obrigado a dar a nota fiscal.


 


PATROCINADORES

Em Minas Gerais, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP), o preço médio da gasolina é de R$ 4,40. Já no Sul de Minas, o preço médio é de R$ 4,36, podendo chegar até a quase R$ 5 em algumas cidades.


 


Em comparação com julho do ano passado, quando a nova política de preços da Petrobrás entrou em vigor, o preço da gasolina teve reajuste de mais de 20% em Minas Gerais. Em Lavras, até o dia 6 de janeiro, a média de preços da gasolina era de R$ 4,37.



Veja Também